(62) 98505-8357 (WhatsApp) [email protected]
Tempo estimado de leitura: 8 minutos

 

Você gosta de filmes? E de escrever? Então, você vai gostar da nossa dica de hoje, que combina essas duas atividades.

Nada melhor que tirar alguns momentos para relaxar assistindo a um bom filme. Ainda mais se for daqueles que nos deixa inspirados e motivados para escrever. Pensando nisso, elaboramos uma lista de 15 filmes especialmente para você que escreve.

Tivemos o cuidado de incluir alguns clássicos que não podem faltar em nenhuma lista literária, mas também acrescentamos algumas escolhas menos óbvias que certamente irão estimular o seu processo criativo. Por isso, prepare a pipoca, ajeite as almofadas do sofá da sala e boa diversão!

 

O Nome da Rosa (1986)

O nome da rosa

Nossa primeira sugestão de filme para escritor é “O nome da rosa”, um filme que merece ser visto por vários motivos. Trata-se da ótima adaptação cinematográfica de Jean-Jacques Annaud para o best-seller de Umberto Eco, que é considerado um dos principais romances do século XX.

A história se passa em um mosteiro na Idade Média, com uma trama de mistério e assassinato que gira em torno de uma biblioteca (que é também um labirinto) e de um livro proibido. Só por aí já dá para se ter ideia de como essa obra é rica em metáforas e referências ao poder da literatura.

 

Com a Palavra, Arnaldo Antunes (2018)

Com a palavra, Arnaldo Antunes

O documentário de Marcelo Machado é muito mais que uma simples biografia do poeta, compositor e cantor Arnaldo Antunes. Além de revisitar a trajetória musical do artista nos Titãs, nos Tribalistas e na carreira solo, o filme é muito feliz ao retratar as inquietações e descobertas de Antunes ao lidar com seu principal instrumento de trabalho: a palavra.

 

Meia-Noite em Paris (2011)

Meia noite em Paris

Essa deliciosa comédia romântica, escrita e dirigida por Woody Allen, traz o ator Owen Wilson na pele de um roteirista de sucesso, porém em crise, que, ao visitar Paris, acaba descobrindo uma maneira de voltar no tempo até a Cidade-Luz dos anos 1920.

Nessas viagens ao passado, que ocorrem sempre após a meia-noite, ele tem a oportunidade de conviver e de interagir com grandes escritores e artistas da época, como F. Scott Fitzgerald, Gertrude Stein, Ernest Hemingway, Salvador Dali e Pablo Picasso, entre outros.

 

O Escritor Fantasma (2010)

O escritor fantasma

O suspense dirigido por Roman Polanski a partir do romance de Robert Harris tem como protagonista Ewan McGregor interpretando um Ghost Writer, que é o escritor cujo nome não aparece no livro que ele é contratado para escrever. Como bem demonstra o filme, essa atividade literária, aparentemente inofensiva, pode esconder graves perigos…

 

Nunca Te Vi, Sempre Te Amei (1987)

Nunca te vi, sempre amei

O filme dirigido por David Jones é baseado no livro “84 Charing Cross Road”, de Helene Hanff, que também inspirou uma aclamada peça teatral. A história autobiográfica aborda de forma romanceada a série de cartas trocadas ao longo de 20 anos entre a autora norte-americana e um livreiro londrino especializado em livros raros, Frank Doel. Um filme para quem ama os livros e a leitura.

 

As Horas (2002)

As horas

Dirigido por Stephen Daldry e com o roteiro de David Hare a partir do premiado livro de Michael Cunningham, “As Horas” é um interessante experimento narrativo que tem como eixo o clássico “Mrs. Dalloway”, obra-prima de Virginia Woolf, e as conexões entre esse livro e a vida de três mulheres em épocas diferentes.

Uma das três mulheres é a própria Virginia Woolf, magistralmente interpretada por Nicole Kidman, enquanto os dois outros vértices do triângulo dramático ficam a cargo das não menos talentosas Julianne Moore e Meryl Streep.

 

Amnésia (2001)

Filme - Amnesia

Esse suspense foi, muito apropriadamente, indicado ao Oscar de melhor roteiro original e de melhor edição e também ao Globo de Ouro de melhor roteiro. Essas indicações dão pistas para o motivo de “Amnésia” ter sido incluído em nossa lista.

A estrutura narrativa do filme é muito original, mesclando cenas em preto e branco, que são apresentadas cronologicamente, com cenas em cores, que aparecem em ordem inversa, de trás para a frente. Essa é uma maneira muito eficaz de gerar no espectador as angústias vivenciadas pelo protagonista da história, interpretado por Guy Pearce, que é incapaz de reter na memória lembranças recentes, desde o trauma sofrido no dia em que sua esposa é assassinada. Mesmo assim, ele tenta desvendar o assassinato, tatuando em seu próprio corpo cada nova descoberta de suas investigações, como única forma de garantir que não irá esquecê-la.  E aqui surge uma inusitada metáfora: o protagonista de “Amnésia” é uma espécie de escritor e, ao mesmo tempo, é também o próprio livro!

 

Memórias do Cárcere (1984)

Memórias do cárcere

Clássico do cinema brasileiro, dirigido e roteirizado por Nelson Pereira dos Santos a partir do livro homônimo de Graciliano, que é também um clássico da literatura nacional.

A história, autobiográfica, mostra com muita vivacidade e crueza os 10 meses do ano de 1936 que Graciliano Ramos passou como prisioneiro político, vivendo em condições sub-humanas e presenciando inúmeras crueldades.

Ainda que de forma paradoxal, esse é um filme que convida a refletir sobre a força que têm os livros para transformar a sociedade. Afinal, Graciliano foi preso justamente porque seus escritos eram considerados perigosos.

Está gostando dessa lista de filmes para escritores? Depois dessa lista, talvez você queira ver uma série de perguntas avançadas sobre escrita criativa. As perguntas foram formuladas por escritores profissionais. Confira!

Louca Obsessão (1990)

Louca obsessão

Outro filme que fala do poder dos livros, mas por uma perspectiva totalmente diferente. James Caan encarna Paul Sheldon, um escritor famoso que, após sofrer um acidente, se vê cativo da enfermeira Annie (brilhantemente interpretada por Kathy Bates), que afirma ser sua fã número um.

Esse suspense eletrizante, dirigido por Rob Reiner, foi baseado no livro “Misery” (que chegou a ser lançado no Brasil com o título “Angústia”), considerado por muitos um dos melhores romances de Stephen King.

 

Adaptação (2002)

Adaptação

Caro escritor, se você gosta de filmes “fora da caixa”, que desafiam o espectador, certamente não irá passar incólume por “Adaptação”, dirigido por Spike Jonze a partir do genial roteiro de Charlie Kauffman, que, por sua vez, tem como base o livro de não ficção “O Ladrão de Orquídeas”, de Susan Orlean.

O filme traz Nicolas Cage no papel do próprio Charlie Kauffman, em uma história cheia de autorreferências e que trata de um dos maiores pavores de quem escreve: o famigerado “bloqueio de escritor”.

 

Sonhos (1990)

Sonhos

Um dos últimos filmes do incensado diretor e roteirista Akira Kurosawa, “Sonhos” é composto por oito episódios distintos, todos marcados por um olhar intensamente poético, com belas cenas carregadas de simbolismo.

Só pelo título dos episódios dá para se ter ideia do lirismo contido na narrativa: “Um raio de sol através da chuva”, “O jardim das pessegueiras”, “A tempestade”, “O túnel”, “Corvos”, “Monte Fuji em chamas”, “O demônio que chora” e “O vilarejo dos moinhos”. Um filme propício, em resumo, para “abastecer o tanque” da criatividade de quem escreve.

 

O Carteiro e o Poeta (1994)

O carteiro e o poeta

Outro filme inspirador para escritor é “O carteiro e o poeta”. Filme belgo-franco-italiano dirigido por Michael Radford, com roteiro do próprio diretor e mais quatro outras pessoas adaptando o livro de Antonio Skármeta. O Poeta do título é ninguém menos que Pablo Neruda, que se exila em uma ilha por conta de perseguições políticas. Já o Carteiro é um simplório contratado para entregar a volumosa correspondência de Neruda.

No convívio entre os dois, é possível acessar um comovente testemunho do poder simbólico das palavras, que muitas vezes só é possível ser expresso por meio da poesia.

 

Sem Limites (2011)

Sem limites

Outro filme que trata do “bloqueio de escritor”, o thriller de Neil Burger traz Bradley Cooper como Eddie Morra, um escritor que não consegue cumprir seus prazos e que, por isso, decide experimentar uma nova droga chamada NZT-48, que amplia incrivelmente a sua capacidade cerebral. A trama se complica quando os novos talentos de Eddie acabam atraindo a atenção do poderoso empresário Carl Van Loon, interpretado por Robert De Niro.

A história por si só já prende a atenção do espectador, mas para quem é aspirante a escritor possui um atrativo a mais: afinal, que escritor um dia não sonhou com uma pílula mágica que o ajudasse a escrever genialmente?

 

Escritores da Liberdade (2007)

Filme para escritor - Escritores da liberdade

Baseado em uma emocionante história real, o filme conta a saga da norte-americana Erin Gruwell (que nas telas foi vivida por Hillary Swank), uma professora branca que assume uma turma problemática formada majoritariamente por alunos negros e latinos, que refletem na sala de aula os violentos conflitos sociais e étnicos de sua comunidade.

Tudo começa a mudar quando Erin tem a ideia de apresentar para a turma “O Diário de Anne Frank”, propondo que cada aluno experimente narrar a própria vida em um caderno. O filme, dirigido por Richard LaGravenese e produzido por Danny DeVito, é um inspirador relato sobre como a escrita pode transformar positivamente as pessoas.

 

Mank (2020)

Filme para escritor - Mank

Indicado em dez categorias no Oscar 2021, inclusive melhor filme, melhor diretor (para David Fincher) e melhor ator (para Gary Oldman), “Mank” acabou ganhando “apenas” dois: melhor fotografia e melhor design de produção.

O filme foi altamente incensado pela crítica como uma narrativa complexa e original, que conta a odisseia do roteirista Herman J. Mankiewicz em sua conturbada parceria com Orson Welles na elaboração do roteiro de “Cidadão Kane”, de 1941, considerado por muitos o melhor filme de todos os tempos.

Se você escreve, certamente ficará capturado por essa história. Dica: caso ainda não tenha assistido, vale a pena ver primeiro “Cidadão Kane”, a fim de aproveitar melhor as inúmeras referências que são feitas ao filme.

Esperamos que você tenha gostado de nossa lista, na qual felizmente poderia entrar uma infinidade de outros títulos. É por isso mesmo que consideramos mais importante que a lista em si a própria percepção do quanto é vital, para todos que desenvolvem algum tipo de trabalho criativo (como sem dúvida é o caso de quem escreve), estar continuamente estimulando a criatividade. E o melhor modo de fazer isso é, sempre que possível, estar em contato com obras de arte, sejam elas na forma de um livro, de uma peça de teatro, de uma música de qualidade, de pinturas e esculturas ou mesmo de um bom filme!

Se você já é um escritor e tem o seu original finalizado, saiba que a Mundo Escrito possui uma equipe especializada em preparação e revisão de livros pronta para ajudar o seu livro a ficar pronto para ser lido pelo grande público. Venha fazer um orçamento conosco! Descubra a qualidade de nossos serviços!

 

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.