Podemos começar afirmando que, em última análise, só você saberá se o melhor é transcrever ou contratar a transcrição.

Este post traz algumas reflexões acerca do assunto, apresentando os prós e os contras nas variadas situações de ambos os casos. Então, vamos refletir juntos entendendo o que é melhor para cada caso: transcrever ou contratar a transcrição?

A questão financeira

Talvez você já tenha todas as condições para fazer você mesmo as suas transcrições. Então, para que contratar o serviço? Mas, com “estar em condições” significa que além de técnica e conhecimento, você tem tempo suficiente e interesse em transcrever.

Ter conhecimento geral e técnica significa conhecer bem a língua (escrita e falada), tirar dúvidas rapidamente pesquisando em sites, dicionários, gramáticas etc., saber digitar bem e rápido. Tudo isso agregado ao interesse em transcrever, a fim de evitar transcrições de má qualidade.

Considerando que você tenha conhecimento e tempo, o que vai preferir, transcrever ou contratar a transcrição? Aqui sim, entra a questão financeira – e não antes.

O que leva alguém a transcrever ou contratar a transcrição

Em outro post daremos algumas dicas práticas, e inéditas, mostrando técnicas básicas para quem quer transcrever áudios.

Tem gente que nem imagina como se troca um chuveiro elétrico e vai pagar por isso sempre que precisar, até o fim da vida. Outra pessoa pode trabalhar fazendo exatamente isso todos os dias.

O mesmo ocorre com a transcrição de áudios: aqui fazemos transcrições todos os dias. Por causa disso, além de habilidade, a equipe vem ganhando cada vez mais experiência – as falas vão, rapidamente, sendo transformadas em formatos documentais que são entregues prontos para seus devidos fins.

Certamente, se você já transcreve e gosta de fazer isso, quem vai transcrever é você mesmo. Do contrário, vai contratar o serviço de transcrição.

Decidindo a questão…

Vai aqui uma pergunta que pode ajudá-lo a se decidir: você contrataria um transcritor que soubesse tanto quanto você? Se sim, pode transcrever tranquilamente. Do contrário, é melhor evitar.

Seguem abaixo dois checklists que também podem ajudá-lo a tomar a melhor decisão. Como dissemos no início, só você saberá se o melhor é transcrever ou contratar a transcrição:

Checklist para quem pode transcrever

1) Conhece as técnicas de transcrição?

2) Digita rápido? Tem tempo disponível?

3) Domina a língua nas modalidades fala e escrita?

4) Sabe pesquisar rapidamente e tirar dúvidas em sites, dicionários, gramáticas etc.?

5) Sente-se bem fazendo transcrições?

6) Está descapitalizado?

Checklist para quem pode contratar a transcrição

1) Nunca fez nem se interessa em saber de como se faz transcrições

2) Não tem tempo

3) Não é sempre que está de bem com a língua portuguesa do Brasil

4) Não aproveita bem os recursos que o computador e a web oferecem

5) Não está descapitalizado

6) Entre em contato com a gente agora mesmo:

– 62 3584-8289

– WhatsApp 62 98505-8357

– Email: equipe@mundoescrito.com.br

 

Receber atualizações do nosso Blog?

Deixe seu e-mail abaixo:

 

Torne isto mais acessível.