Há quem pense que para produzir um bom texto é preciso apenas ter uma boa ideia e escrevê-la sem os chamados erros de português. Mas a verdade é que uma boa escrita só cumpre o seu objetivo quando o leitor entende o que se diz – e o que se quer dizer –, ou seja, quando a mensagem é, de fato, transmitida.

Assim, é preciso que o redator saiba como passar sua informação de modo a garantir que ela seja entendida por quem lê. É preciso estar atento a esse princípio básico e considerar também o público para o qual se escreve.

Isso porque cada pessoa tem uma leitura de mundo correspondente às suas experiências de vida. Essa vivência individual pode influenciar diretamente a forma como o leitor entende e absorve informações. Por isso, o papel do redator é dominar os mecanismos que facilitam a compreensão do texto.

Você já passou por alguma experiência conflituosa sem querer, por causa de alguma falha na comunicação? É possível que a falta de coerência ou coesão tenha contribuído para isso. Seja na comunicação oral ou escrita, ter clareza nas ideias e nas palavras é fundamental para que o receptor absorva o conteúdo compartilhado.

Na escrita ou na fala, a assertividade na transmissão de ideias pode ser facilitada por meio dos princípios de coerência e coesão. Esses termos não são novos, então é bem provável que você já tenha ouvido falar sobre eles na época de escola. São princípios básicos, mas que ainda causam muita confusão por aí!

 

Para que serve a coerência?

A coerência é o princípio responsável por ajudar a dar sentido às ideias de um texto. O texto coerente é aquele que possui uma relação de harmonia entre suas ideias. Dizemos que uma pessoa não é coerente, por exemplo, quando aquilo que ela ensina não é correspondente ao que ela pratica.

A sensação transmitida com a falta de coerência é: “o que isso tem a ver com aquilo?”. Além do mais, podemos perceber que um texto é incoerente quando as ideias se contradizem. Sem coerência o texto pode ficar confuso, superficial e deixar de transmitir sua mensagem de forma eficiente.

 

Para que serve a coesão?

A coesão é responsável por unir os elementos textuais e gramaticais para garantir uma sequência textual lógica. O termo “coesão” se relaciona com o termo “coser”, de “costurar”. Dessa forma, podemos pensar que a coesão é o princípio que “costura” o texto, suas palavras, frases e parágrafos.

Um texto que não apresenta coesão pode dificultar tanto a leitura quanto o entendimento. Dessa forma, para garantir a compreensão do que é escrito, o redator precisa estabelecer uma sequência lógica e ordenada, de maneira que o leitor seja guiado com leveza pelas linhas do texto, sem obstáculos à leitura, garantindo uma experiência prazerosa e objetiva.

Para entender esses conceitos de uma vez por todas, vamos fazer uma analogia.

 

A analogia do ateliê de costura

tecido coerência e coesãoImagine que você está em um ateliê de costura. Nesse espaço, as ideias são o modelo de roupa que será costurado; as palavras, frases e parágrafos são os tecidos; e o redator é o costureiro.

Tudo começa com a escolha do tipo de roupa que se quer costurar. O costureiro pensa no estilo, nas cores, nas estampas, em tudo aquilo que transmitirá a personalidade da roupa e da pessoa que a vestirá. Esse é o processo em que o costureiro – ou o redator – pensa nas ideias que deseja transmitir.

Para que essas ideias sejam bem transmitidas, o costureiro começa a pensar em como construir a roupa. Qual o melhor tecido? De que cor ele deve ser? Liso ou com estampas? Essas informações deverão se relacionar, ou seja, ser coerentes com o estilo que se quer atingir, seja ele mais clássico, despojado ou social.

De igual modo, o redator deve apresentar ideias e conceitos que sejam coerentes com a mensagem que deseja passar aos leitores. Essas ideias precisam ser compatíveis, assim como as cores dos tecidos precisam combinar para formarem uma peça interessante.

coerência e coesão = alta costuraEntretanto, para que o conceito de uma roupa seja transmitido com clareza, não basta escolher um tecido bonito. Se ele for mal costurado, a roupa será de baixa qualidade e seus clientes perderão o interesse nela – é o que acontece com um texto que não é coeso.

Não adianta produzir um material com ideias coerentes se elas ficarem mal articuladas. É aí que entra a coesão, o princípio que vai estruturar as palavras, frases e parágrafos de forma que haja uma sequência lógica e compreensível.

Entendeu por que a coerência e a coesão são tão importantes para um texto? Se entendeu e precisa de ajuda para conferir se está aplicando esses conceitos corretamente, há uma equipe de revisores na Mundo Escrito pronta para te ajudar! Conheça nossas propostas, clique aqui.

Talvez você também queira saber mais sobre como melhorar sua escrita, então indicamos a leitura do artigo “Como internalizar a escrita”.

 

Torne isto mais acessível.