Ideias embaraçadas

Verificamos que a maioria das pessoas interessadas no serviço de revisão textual não tem conhecimento do aspecto mais importante desse ofício, que é o “desembaraço” das mensagens de cada texto.

Pensam que basta a correção ortográfica e gramatical de seus escritos e pronto. Infelizmente, de fato não é assim. Se o fosse, ao invés de contratar um revisor profissional, bastaria que se pedisse a qualquer amigo “bom de gramática” que realizasse esse trabalho.

Muita gente conhece bem a gramática, mas (cuidado!) o mesmo não acontece com o ofício de revisar textos.

Ideias embaraçadas?

De vez em quando sentimos dificuldade quando queremos expressar algo por meio da escrita ou da fala, mesmo quando tudo se encontra gramaticalmente correto. O verdadeiro valor do texto está na sua mensagem; as técnicas de escrita e a própria textualização representam o canal por onde a mensagem é transmitida.

Portanto, revisar textos é uma tarefa complexa que vai além da observância das técnicas da escrita.

Analogamente, a mensagem está para o texto assim como as mercadorias de supermercados estão para as gôndolas. O que realmente importa num supermercado não são a beleza e as características das gôndolas, mas a visibilidade das mercadorias que elas proporcionam. Há tipos de exposição que fazem com que os produtos ganhem destaque, outros não. Da mesma forma, há mensagens que podem estar bem apresentadas nas “gôndolas” da textualização, outras não.

Já que as mensagens são mais importantes do que os textos, estes servem apenas como “gôndolas” através das quais expomos as nossas mensagens, as nossas ideias.

Ainda nos supermercados encontramos outra analogia para exemplificar o papel do revisor – o supervisor. Este, treinado em supervisionar o trabalho dos expositores de mercadorias, observa atentamente se os produtos do supermercado estão bem apresentáveis e de fácil acesso para os clientes.

Quando o supervisor detecta algum tipo de problema nas gôndolas, solicita que seja corrigida a exposição; apresenta os problemas encontrados e oferece sugestões de melhores exposições.

Durante a revisão textual, o profissional “supervisiona” cada texto com duas perguntas primordiais: “Qual a mensagem do autor?” e “A mensagem está clara?”.

A autoridade de quem escreve é preservada

Quando no supermercado o supervisor encontra algum problema, o expositor é obrigado a consertá-lo, como subordinado. Entretanto (claro!), na revisão não; ou seja, o revisor apenas apresenta os problemas encontrados e sugere mudanças, inclusive oferecendo palavras e/ou frases alternativas, quando possível e necessário. Para isso, utilizamos uma ferramenta que facilita aceitar ou rejeitar o que o revisor fez e sugeriu.

Como saber o que foi revisado?

O autor detectará facilmente cada intervenção ou comentário feitos pelo revisor. Para isso, utilizamos sempre uma ferramenta intitulada “Controle de Alterações”, disponibilizada em qualquer versão do editor de texto Word, da Microsoft.

Quando recebemos o texto do cliente, a primeira coisa que fazemos é ativar essa ferramenta. Dessa forma, quando o autor abre o arquivo revisado vê nitidamente cada alteração ou comentário feitos. Utilizamos os campos dos comentários para informar os problemas e, também, quando necessário, para apresentar sugestões de mudança. Além dos comentários, será nitidamente visualizado cada caractere ou palavra que no texto for inserido ou excluído.

Este artigo foi escrito para esclarecer, mais uma vez, o nosso ofício de revisar textos. Nossa equipe, que vem atuando há quatro anos, está pronta para fornecer quaisquer outras informações que você precisar, a respeito desse serviço. Fique à vontade para comentar ou entre já em contato conosco!