Tempo estimado de leitura: 5 minutos

 

Este é o segundo episódio de uma série de entrevistas que fizemos com editoras brasileiras: EP 02: Editora Natesha. Nosso propósito é apresentar uma diversidade de opiniões e de experiências advindas do setor editorial. Queremos fornecer aos escritores que nos acompanham uma visão abrangente das atuais tendências e das transformações no processo de publicação.

Nossa entrevistada de hoje é a Editora Natesha.

A Editora Natesha, criada por Fabiola Campos, se destaca no mercado literário brasileiro por sua abordagem inovadora e inclusiva, originada de projetos literários anteriores como “Pé de Poesia” e “Doce Poesia Doce”. Focada na publicação de obras de qualidade em parceria com os autores, a editora abrange desde ficção até ensaios e memórias, destacando-se pelo seu selo InclusivArte, dedicado às pessoas com deficiência. Com uma estratégia de seleção baseada na qualidade literária e na proatividade dos autores em divulgação, a Natesha se diferencia por financiar publicações por meio de campanhas de pré-venda — sem custos iniciais para os autores — e enfatiza a importância do livro digital no cenário editorial atual.

Então, sem mais, vamos logo à entrevista?

 

— Início da Entrevista —

 

Mundo Escrito (ME): Qual foi a inspiração ou motivação principal para lançar esta editora no competitivo mercado de ficção?

Editora Natesha - LogoFabiola Campos (FC): O sonho da Editora Natesha nasceu de alguns projetos de literatura muito legais que pudemos desenvolver no decorrer dos últimos anos. Primeiro foi o Pé de Poesia, em 2016, com a decoração de árvores com poemas impressos. No ano seguinte foi a vez do Doce Poesia Doce, que distribuiu dez mil “poesias doces” – poemas impressos embalando balas doces – em escolas, hospitais e praças. Em 2018, realizamos o Poesia de Botão, um jogo que ensina as crianças a rimar e a fazer poesia, e, nos dois anos seguintes, desenvolvemos a Gincana da Poesia, concurso com a participação de milhares de poetas. Com esses projetos, descobrimos como é possível e também maravilhoso trabalhar com literatura no Brasil. Inclusive, três desses quatro projetos tiveram sua culminância com a publicação de livros. Essa experiência foi muito rica também como uma forma de acessar os sonhos e os anseios de nossos autores brasileiros. Essa foi a grande motivação para a criação da Natesha: uma editora pequena, mas de coração grande, que está sintonizada com as aspirações literárias de seus autores. 

 

ME: Qual é a missão da sua editora e que tipo de lacuna ou nicho vocês esperam preencher no mercado literário?

FC: Nossa missão é publicar livros com qualidade em parceria com nossos autores, de forma que cada livro publicado seja inteiramente satisfatório para todos os envolvidos: o leitor, o autor e a editora. Publicamos não apenas livros de ficção, como também ensaios, memórias e afins. Um forte diferencial da Editora Natesha é o selo InclusivArte, criado a partir do MoviMente InclusivArte, que propõe uma maneira nova de vivenciar a Arte em suas diversas manifestações, tendo como ponto de partida e elemento catalisador da expansão de consciência a perspectiva e a experiência das Pessoas com Deficiência (PcD).

 

DICA: Você sabia que somos uma empresa especializada em revisão de textos literários? Se precisar submeter o seu manuscrito a uma revisão profissional, mande um Whats! Teremos prazer em atendê-lo(a)!

 

ME: Quais critérios vocês estão usando para selecionar os primeiros manuscritos a serem publicados?

FC: Queremos autores que tenham de fato algo a dizer. A primeira abordagem que fazemos de um manuscrito é pela perspectiva do leitor. Trata-se de um texto que consegue nos empolgar como leitores? Trata-se de um autor que já encontrou sua própria voz? Só depois de respondermos afirmativamente a essas duas perguntas é que passamos a considerar o manuscrito pelo prisma editorial propriamente dito, tendo em vista o potencial comercial da obra e a amplitude do público-alvo.

ME: Quais foram os maiores desafios enfrentados ao estabelecer a editora e como os superaram?

FC: Em vez de falar dos desafios específicos, que acreditamos serem bastantes comuns em empreendimentos semelhantes, preferimos compartilhar a estratégia geral que adotamos para lidar com esses desafios. Procuramos ver cada problema que surge como uma oportunidade de aprendizado e aprimoramento. Isso se aplica tanto na jornada profissional quanto na vida como um todo. Perceber que cada desafio existe para que possamos superá-lo é uma boa maneira de manter o foco e o bom humor em meio às adversidades da vida.

 

ME: Há muitas editoras focadas em ficção. Qual é o diferencial da sua editora em relação às demais?

FC: Nossa proposta é publicar livros sem que os autores precisem desembolsar para custear a publicação. Isso é realizado por meio de uma campanha de pré-venda, que visa financiar a primeira tiragem do livro, o que implica uma relação de verdadeira parceria entre a editora e o autor.

 

ME: Como vocês definem o “perfil ideal” do autor com que desejam trabalhar neste estágio inicial?

FC: Uma vez que os livros são publicados a partir de uma relação de parceria, sem que o autor precise desembolsar nada, nosso primeiro critério é a qualidade. Nós nos apaixonamos pelos livros que publicamos na Natesha. Contudo só a qualidade literária não basta. Nossos autores devem ser proativos e empenhados na divulgação de seu próprio livro, de modo a assegurar o êxito da campanha de pré-venda. 

 

ME: Onde vocês veem a editora em 5 anos? Há planos específicos ou metas que desejam alcançar?

FC: É importante saber diferenciar entre sonho e planejamento. Iniciar uma editora no Brasil não é uma aventura pequena, ainda mais tendo em vista o cenário de profundas transformações mundiais que vivenciamos atualmente. Dito isso, nossas metas principais estão focadas na satisfação de nossos autores e leitores. Alcançando essas metas, todo resto será consequência.  

 

ME: Em um mundo cada vez mais digital, como a editora planeja incorporar tecnologia no seu processo editorial e de distribuição?

FC: Ao contrário da maioria das pessoas que lidam com livros, somos totalmente a favor do livro digital. Não por acaso, o primeiro lançamento da Natesha foi um E-Book. Nós amamos o livro físico, mas isso não nos impede de perceber e apreciar as características únicas do livro digital. A possibilidade do uso do hipertexto, por exemplo, proporciona inúmeras camadas de nuances à leitura, que são impossíveis de se acessar em um livro físico. Além disso, os custos de produção e distribuição do livro digital são infinitamente mais baratos que os do livro físico. Pretendemos continuar publicando livros físicos em um futuro próximo, mas estamos cientes de que os livros digitais — com todas as inovações tecnológicas que ainda estão por vir —chegaram para ficar.

 

ME: Vocês estão abertos a parcerias com outras editoras ou entidades para fortalecer sua presença no mercado?

FC: Sim, claro! Inclusive, queremos aproveitar para agradecer à Caligo Editora, da querida amiga Bia Machado, cujo apoio e orientações foram fundamentais nos primeiros dias da Natesha. Acreditamos que a cooperação pode ser muito mais eficaz que a competição. A Editora Natesha está de portas abertas para parcerias.

 

ME: Muitos escritores aspirantes podem ver em uma nova editora uma oportunidade. Que conselho você daria a eles ao se aproximarem da sua editora?

FC: É importante atentar para os detalhes. Antes de submeter o seu original a uma editora, certifique-se de ter lido o texto algumas vezes, de preferência com algum intervalo de tempo entre as leituras. Uma boa estratégia é acompanhar o envio de seu original com um Book Proposal contendo a sinopse do livro, uma minibiografia do autor e, se possível, uma breve apresentação dos méritos da obra que justifiquem a publicação. É importante que a editora perceba, por meio desses pequenos cuidados, o quanto o autor acredita em seu próprio livro.

 

— Fim da Entrevista —

Aos escritores que nos acompanharam nessa entrevista com a Editora Natesha, esperamos que tenham obtido inspiração e boas ideias. Cada palavra que você escreve tem o potencial de criar novas conexões e de causar impactos definidos. Editoras como a Natesha existem para apoiar e divulgar a sua voz autoral.

Se você tem um manuscrito e gostaria de submetê-lo a uma revisão profissional, conte com nossa equipe de revisores da Mundo Escrito. Somos uma empresa especializada em revisão de textos literários. Quer saber mais? Envie agora uma mensagem para o nosso WhatsApp: 62 98505-8357.

 

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.